Faça seu Pedido Online Esqueci meus dados

Espaço News

A copa do vidro


Realizada pela Fifa, essa é a segunda vez que o país sedia um dos mundiais esportivos mais esperados do mundo. Para receber um evento desse porte, o país se preparou muito nos últimos anos construindo estádios, reformando antigos e modificando a estrutura de muitos aeroportos e terminais de metrô nas cidades que receberão os jogos. Em comum em todas essas obras, um produto que já se transformou em símbolo de modernidade e segurança: o vidro. Vamos mostrar a grande participação do mercado vidreiro nas preparações para a Copa.

Estádio Governador Plácido Castelo, o Arena Castelão, em Fortaleza.
Totalmente reformulado, o Castelão vai receber o público já tendo ganhado um título: o de certificação ambiental, título recebido com a ajuda da utilização de 3 mil m² de vidros temperados e laminados com controle solar na fachada da obra. Ou seja, um bolão de sustentabilidade.

Aeroportos
Uma Copa do Mundo de Futebol traz não só seleções dos 32 países participantes, mas também a torcida organizada de cada uma delas. De acordo com o Ministério do Turismo, a expectativa é que o Brasil receba mais de 7,2 milhões de turistas no período da Copa e muitos deles vão pisar em solo brasileiro através de aeroportos. Como recepção, novas infraestruturas como o Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos, construído para receber vôos internacionais. Com 25 mil m² de vidros insulados e laminados, o novo terminal é composto de placas que oferecem além de proteção térmica, conforto acústico graças ao tipo de laminação aplicada. Já no Aeroporto Internacional de Brasília, o vidro foi essencial na reforma e construção dos novos piers e pontes de embarque com vidros laminados. Beleza e funcionalidade para receber bem os turistas.

O Maraca é nosso!
Dos brasileiros e do vidro. O maior estádio brasileiro de futebol também se preparou para receber o mundial de futebol da Fifa e, entre as mudanças, o vidro marcou uma forte presença trazendo inovação, conforto e segurança para os jogadores e torcedores. Ao todo, mais de 4 mil m² de vidros laminados foram instalados em fachadas, corredores, cabines de imprensa e hall de elevadores. Ainda pensando nos grandes jogos que o estádio irá receber, incluindo a grande final do mundial, foram instalados vidros de alta resistência para dividir as torcidas rivais. Mas que eles sirvam apenas de precaução e as torcidas ajudem a fazer um mundial de paz.

Bus Rapid Transit
O Bus Rapid Transit(BRT), novo sistema de transporte coletivo do Rio de Janeiro e de Belo Horizonte, foram construídos especialmente para atendera a demanda da Copa do Mundo Fifa de Futebol. No Rio de Janeiro, toda a estação foi elaborada com portas automáticas de vidro 10mm. Já em Belo Horizonte, o vidro foi essencial na composição dos guarda-corpos temperados e laminados, também 10mm. Com a expectativa de público que está sendo esperada, a transparência do vidro será essencial. Já imaginou perder o transporte?

Estádio Mané Garrinha
Totalmente reconstruído para o Mundial de Futebol da Fifa, o Estádio Nacional De Brasília Mané Garrinha foi uma das obras da Copa que mais utilizaram o vidro em sua fachada. Na nova estrutura, a principal preocupação foi com a alta transmissão de luminosidade aliada à redução do calor e consumo de energia. Em sua cobertura, o estádio também conta com o mesmo tipo de vidro, visando proteção e redução da temperatura para os torcedores. O vidro ainda foi utilizado nos setores que tem visibilidade para o campo, além de camarotes, restaurantes entre outros.

Arena Pernambuco
Gerar a própria energia. Essa é a finalidade de grande parte dos vidros instalados na Arena Pernambuco em Recife. Desenvolvidos para receber a tecnologia dos fotovoltaicos, os vidros da arena, juntamente com uma usina solar instalada de 1MW de potência, produz energia para o consumo de 6 mil pessoas. Sustentabilidade.

Itaipava Arena Fonte Nova
O representante baiano entre os estádios do mundial da Copa de Futebol Fifa também está dando um verdadeiro show na utilização de vidros. Completamente reformado para a ocasião, a Itaipava Arena Fonte Nova possui atualmente 4.350m² de vidros laminados na área dos torcedores visando oferecer segurança e visibilidade total do campo. O produto ainda foi instalado em camarotes e fachadas inclinadas dos andares superiores. Nessa primeira fase, o Brasil não joga em Salvador, mas passando de fase o estádio pode receber a seleção. Estamos juntos nessa torcida!

Mineirão
O Estádio Governador Magalhães Pinto é mais conhecido pelo seu apelido, Mineirão e também foi um dos estádios totalmente reformados para receber o mundial de futebol da Fifa que começa no próximo dia 12 de junho. A sustentabilidade foi o norte do projeto com a aplicação de 7 mil painéis de vidro fotovoltaicos. A energia gerada supre cerca de 1.200 residências. De acordo com o projeto firmado com a Companhia Energética de Minas Gerais, 10% da energia produzida pelos painéis retorna para ser utilizada no próprio estádio.

Arena Pantanal
Qual o principal problema de Cuiabá? O calor. E para evitar o desconforto dos torcedores, a Arena Pantanal foi preparada especialmente para diminuir a sensação termina do local e para isso, vidros de proteção solar foram essenciais na obra. O vidro ainda foi muito utilizado em camarotes, guarda-corpos, salas de imprensa e em restaurantes. Nesse último, o produto utilizado teve a especificação de auxílio também no controle do som. Em suma, um dos estádios mais tecnológicos desse Mundial de Futebol da Fifa.

Arena Corinthians
O evento esportivo mais esperado do ano começa no dia 12 de junho na Arena Corinthians que com a reforma agora tem 1.080 peças em vidro que formam um retângulo de 6.900 m². Vidro laminados, serigrafados, temperados, de proteção solar também compõe a grande infraestrutura que mesmo antes de começar o mundial já se tornou referência em arquitetura esportiva.

A nossa seleção também já está em campo nessa torcida. Rumo ao Hexa!

 

Imagens Disponíveis

Todos os Direitos reservados | Bahia Vidros Temperados Ltda | www.bahiavidros.com.br - 2013
Telefone: 75) 3311-3000 / vendas@bahiavidros.com.br